Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 5

Segunda onda

Quando o bloqueio termina em várias cidades chinesas, que agora tentam voltar à normalidade após mais de dois meses de quarentena, a população receia que haja uma segunda onda de infeções impulsionada por estes casos assintomáticos. Recentemente, surgiram alguns casos de novas infeções que provavelmente foram causados por pacientes “silenciosos”. Na China, nas últimas 24 horas, foram registados 36 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, dos quais apenas um teve origem na China continental (excluindo Hong Kong e Macau) e os restantes chegaram ao país vindos do estrangeiro.

Continuar a ler “Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 5”

Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19) Parte 0.1

China identifica pessoa que pode ter sido paciente zero da Covid-19

Autoridades chinesas conseguiram traçar histórico de infecções até um homem de 55 anos que mora na província de Hubei, cuja capital é Wuhan. A China pode ter identificado a primeira pessoa a contrair o novo coronavírus causador da Covid-19. De acordo com dados do governo chinês concedidos ao jornal local South China Morning Post, os casos da infecção podem ser rastreados até o dia 17 de novembro de 2019. Até agora, autoridades da China identificaram pelo menos 266 pessoas infectadas no ano passado, sendo que todas já passaram por vigilância médica. Trançando o histórico de contatos e contaminação dessas pessoas, os profisisonais da saúde acreditam ter encontrado o paciente zero da Covid-19, um um homem de 55 anos da província de Hubei, cuja capital é Wuhan.

Continuar a ler “Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19) Parte 0.1”

Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19)

Conheça as 5 maiores pandemias da história

O coronavírus não é o primeiro causador de pandemias mundiais. Relembre outras doenças que mudaram os rumos da história da humanidade. A pandemia do novo coronavírus está causando medo em todo o mundo. O vírus causador da Covid-19 já infectou mais de 500 mil pessoas em centenas de países, com milhares de casos mortais. O cenário é semelhante ao que já aconteceu em outros momentos da humanidade, em que doenças se espalharam pelo mundo e causaram estragos. Conheça as principais pandemias que assolaram o planeta.

Continuar a ler “Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19)”

Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 3

Sangue de verme do mar pode dar ar a hospitais em plena crise da covid-19. A hemoglobina do verme marinho, produzida pela empresa Francesa Hemarine, será administrada no final de Março de 2020 a alguns pacientes em aflição respiratória aguda devido a Covid-19. 40 vezes mais oxigenante do que a hemoglobina humana, pode substituir os respiradores.

Continuar a ler “Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 3”

Profissionais de saúde e médias mostram como é a luta contra a Covid-19

Publicações nas redes sociais de profissionais de saúde com apelos à população são cada vez mais frequentes. Enfermeiros, médicos e outros profissionais de saúde um pouco por todo o mundo tem partilhado nas redes sociais de forma cada vez mais constante fotos dos seus rostos magoados depois de passarem horas em hospitais a usarem máscaras de proteção e óculos com os quais tratam pacientes com a Covid-19. Como a pandemia do novo Como a pandemia do novo coronavírus intensificou rapidamente a vida quotidiana dos trabalhadores em estabelecimentos de saúde em todo o mundo, médicos e enfermeiros recorrerem cada vez mais às redes sociais para instaram outras pessoas a ficar em casa para limitar a propagação do novo coronavírus. “Este é o rosto de alguém que passou apenas nove horas em equipamentos de proteção individual movimentando pacientes com Covid-19 em estado crítico em Londres. Sinto-me cansada – e estamos apenas no começo. Imploro às pessoas, por favor, que cumpram o distanciamento social e auto-isolamento”, escreveu Natalie Silvey, anestesista na capital britânica.

Em Itália, onde a pandemia do novo coronavírus tem feito centenas de vítimas mortais, são vários os profissionais de saúde que, aproveitando o pouco tempo de descanso de que dispõem, apelam para que a população continue em casa.

Nicola Sgarbi há cerca de 2 semanas.
Non amo i selfie.
Ieri, però, questa foto me la sono scattata. Dopo 13 ore in Terapia Intensiva, dopo essermi tolto tutti i dispositivi di protezione, mi sono fatto un selfie. 
Non sono e non mi sento un eroe.
Sono una persona normale, che ama il suo lavoro e che, ora più che mai, è orgoglioso e fiero di poterlo fare dando tutto se stesso in prima linea insieme ad altre meravigliose persone (medici, infermieri, oss, tecnici, addetti alle pulizie).
Per questo non mi importa deVer mais.

Martina Benedetti

Caldo, afa ….  di respiro corto, goccioline di sudore che cadono dal viso, un viso che senti sciogliere sotto la maschera FP3, gli occhiali di plastica, la visiera , la cuffia ; avvolto da un camice impermeabile magari di due taglie in più perché la tua non c’è, sotto questi strati un corpo che deve muoversi, deve essere veloce e scattante, deve compiere manovre in urgenza… “Il paziente va intubato”… “sta desaturando”…. “é ipoteso”… corri, continui a sudare… prepari il farmaco con due paia di guanti che ti limitano i movimenti abitudinari delle mani … sudi ancora e ancora dopo ore passate così non hai respiro ma non puoi bere, non puoi riposare, non puoi fare pipi’ vestito in quel modo …. In tutto ciò l’ansia di poterti contaminare facendo i gesti che per abitudine facevi prima, questa ansia fa da sottofondo ad ogni manovra, ogni pensiero, ogni azione che devi compiere, devi ripeterti costantemente di non poterti più toccare la testa se l’elastico per i capelli ti fa male , se ti prude il naso sopporti , se hai quel rebreathing insopportabile nella tua mascherina ci continui a respirare dentro ancora e ancora e finisci il tuo lavoro…
“va broncoaspirato” ti avvicini, esegui le manovre per liberare le vie aeree dalle secrezioni, sei molto vicina e l’ansia di quelle goccioline malefiche aumenta quando fai procedure così invasive ma alla fine il paziente respira meglio, ed anche tu inzi a respirare meglio…
Il sollievo è vedere saturazioni che salgono, pressioni che si stabilizzano, diuresi che riprendono ( le nostre missioni giornaliere)… la fatica di tenere in condizioni stabili chi stabile non è… pazienti che sembrano usciti con lo stampino: insufficienze respiratorie gravi… e tu vai avanti e vai avanti, goccia dopo goccia di sudore, affanno, preoccupazione e qualche battuta con i colleghi per cacciare via la paura … paura che aleggia costantemente ma che non ferma alcuni di noi dal presentarsi a lavoro per far fronte a questa emergenza Covid19….
Lavorare in una situazione del genere e trovare ancora in rete video e messaggi (di personaggi più o meno noti ma anche di persone con cui ho semplicemente un amicizia su FB ) che sottovalutano il fenomeno, sentire di mercati aperti, di nuovi assalti ai supermercati mi fa porre la domanda “ma per CHI sto rischiando ogni turno che passa, ogni ora della mia vita il contagio?”
Per chi sottovaluta ancora la cosa, per chi dice “sono giovane e non mi ammalero'” vi dico che non è così, lo tocco con mano ogni giorno e vorrei quasi facessero un bel GF nelle nostre rianimazioni.
Alla domanda “perché sto andando a lavorare?” rispondo che moralmente lo faccio per tutte le persone che sono diventate “effetti collaterali” dell’irresponsabilita altrui e obbligatoriamente perché il nostro sistema sanitario in questo momento non può fare a meno di NOI (se potessi sarei su un isola tropicale fidatevi) .
Caldo, afa, sudore…. e’ il momento di svertirsi… e devi essere ancora più meticoloso di quando ti vesti perché adesso sei “sporco” e non devi toccare le parti pulite del tuo corpo…. il collega ti guarda…. all’inizio lo fate in due perché questa pratica non era nella vostra ordinaria routine prima della crisi …. via il camice impermeabile con il primo paio di guanti…. appalottoli il tutto per non toccare il davanti…. non devi e non puoi sporcarti… togli il resto (che ormai è appiccicato al tuo corpo) con altrettanta parsimonia e cura.
Segui la procedura con la costante ansia di toccare magari quel filo di capelli che è uscito per sbaglio dalla cuffia o gli occhi che bruciano e lacrimano per il caldo … vai avanti e ti svesti, la senzazione di libertà provata è difficile da descrivere… ti lavi quelle mani, ormai lise, dalle tante volte che le hai già passate con i prodotti a base alcolica ….
Ora sei pulito ma ti senti così stanco e appiccicoso che vorresti entrare subito in doccia…. un bel sogno… ma sai che non puoi perché magari hai altre 6 ore di turno davanti e tra mezz’ora dovrai rivestirti e ricominciare da capo quell’agonia…. ne approfitti per bere(non troppo per non rischiare di dover andare in bagno quando poi sarai vestita) , mangiare uno snack e fare la pipi’ che ti tenevi da un ora … Ti “svaghi mentalmente” nel poco tempo che hai per stare fuori poiché sai che la persona che in piena crisi se ne è andata al carnevale a lanciare i coriandoli é nello stanzone che ti aspetta così come il povero malato cronico che ha sempre rispettato le regole ! Ma noi non facciamo queste distinzioni dentro le mura di un ospedale…. il fine ultimo è sempre la CURA nei limiti del possibile!
…. Allora fai un bel respiro… cerchi la forza che hai dentro, ti guardi allo specchio e ti ricambia lo sguardo un un viso che non sembra nemmeno il tuo tanto è stanco e segnato… con quel viso dovrai tornare a casa a fine turno dalla tua famiglia , esausto, con il fardello sulle spalle della RESPONSABILITA’, il pensiero di essere a contatto diretto (anche se con i DPI) con il Virus ti ha portato ormai da settimane ad evitare contatti con familiari fragili , amici, conoscenti, bimbi piccoli … con la sensazione perpetua di perdere “pezzi di vita” di chi ti sta intorno, restare in un limbo che ti impone il tuo ruolo in questa crisi con la consapevolezza che il giorno seguente la sveglia suonerà, interrompendo i tuoi sogni agitati per dirti che è il momento di tornare nuovamente sul campo.

Ps:Da piccola volevo fare la scrittrice di libri per bambini (forse è meglio che approfitti di questa crisi per cambiare lavoro 🤣) 😊 spero attraverso questo post di avervi trasmesso anche un minimo delle sensazioni che proviamo ogni giorno …
-Ringrazio chi in questi giorni difficili anche con un semplice messaggio mi sia stato vicino 🙏

Non sapevo nemmeno se allegarla… è la foto mia più brutta della storia e non sarò il top per i canoni estetici imposti dai social ma questa è REALTA…

View this post on Instagram

Sono i un'infermiera e in questo momento mi trovo ad affrontare questa emergenza sanitaria. Ho paura anche io, ma non di andare a fare la spesa, ho paura di andare a lavoro. Ho paura perché la mascherina potrebbe non aderire bene al viso, o potrei essermi toccata accidentalmente con i guanti sporchi, o magari le lenti non mi coprono nel tutto gli occhi e qualcosa potrebbe essere passato. Sono stanca fisicamente perché i dispositivi di protezione fanno male, il camice fa sudare e una volta vestita non posso più andare in bagno o bere per sei ore. Sono stanca psicologicamente, e come me lo sono tutti i miei colleghi che da settimane si trovano nella mia stessa condizione, ma questo non ci impedirà di svolgere il nostro lavoro come abbiamo sempre fatto. Continuerò a curare e prendermi cura dei miei pazienti, perché sono fiera e innamorata del mio lavoro. Quello che chiedo a chiunque stia leggendo questo post è di non vanificare lo sforzo che stiamo facendo, di essere altruisti, di stare in casa e così proteggere chi è più fragile. Noi giovani non siamo immuni al coronavirus, anche noi ci possiamo ammalare, o peggio ancora possiamo far ammalare. Non mi posso permettere il lusso di tornarmene a casa mia in quarantena, devo andare a lavoro e fare la mia parte. Voi fate la vostra, ve lo chiedo per favore.

A post shared by Alessia Bonari (@alessiabonari_) on

Nos Estados Unidos, que já ultrapassaram as mil vítimas mortais, uma enfermeira utilizou uma fotografia para deixar uma mensagem a Bernie Sanders, senador independente do estado de Vermont.

Acabei de chegar a casa, após mais um turno, no qual só consultei o telemóvel para ver se o meu marido me tinha dito…

Posted by Suse Antunes on Sunday, March 22, 2020

pandemia do novocoronavírus matou pelo menos 26.621 pessoas em todoo mundo desde seu início em dezembro, na China.

O calcanhar de Aquiles da quarentena nacionalEscrevo mais uma vez muito preocupado com a estratégia nacional para…

Posted by Tomas Lamas on Wednesday, March 25, 2020

J’ai 32 ans et je viens de laisser mon fiancé en montant dans le train qui m’emmène « au front » à Paris. Je pars pour…

Posted by Alex Blt on Friday, March 27, 2020

Tradução JC: para MMH

Tenho 32 anos e acabei de deixar o meu noivo no comboio que me leva “para a frente” em Paris.
Estou a 15 semanas de distância, a juntar-me às fileiras das enfermeiras de reanimação do Hospital Bichat.
5 longas semanas a mais de 400 kms da minha casa, o meu aconchegante dia cheio de amor, tentando conter o caos que está a tomar conta da França e fazendo o meu melhor para ajudar a salvar o maior número de vidas possível na próxima onda.
Saio de casa com uma bola no estômago e lágrimas nos olhos, enojado com este sistema de saúde ultrapassado, sem saber o que me espera no chão, atirado para uma nova ala, mesmo que a reanimação não seja desconhecida para mim.
Mas é assim que as coisas são, não há enfermeiras de reanimação suficientes, muitos pacientes que morrem, por isso vou porque é o meu dever.

Mas também tenho 19 anos.
– você que resmunga porque lhe pedem para ficar bem em casa e que não o respeitam porque não se importa durante semanas
– Você que pensa que é mais inteligente, saudável ou mais limpo que outros
– Você que sai porque acha que não tem nada.
– você que eu vejo passear o seu cão 3 vezes mais vezes e por um longo tempo do que o habitual
– Vejo que volta das corridas com uma garrafa de coca e uma caixa de ovos.
– Você que deixou os seus filhos brincarem lá fora para ter paz
– Você que vai para passeios agradáveis com a sua família “tome o ar”
– Você que vai ao farmacêutico 3 vezes por semana para nada
– Você que tosse nas luvas antes de armazenar comida nas prateleiras da Market Crossroads em Mâcon
– Você que limpa o nariz com a mão sem lavá-lo depois
– Você que faz a porra de aperitivos com os seus vizinhos
– Tu que nunca correu tanto como esta última semana.
– Tu que impedeos os gendarmes e os polícias de usarem uma máscara enquanto as pessoas cospem na cara deles.
– Você Macron que usa um quando os meus colegas já não têm um
– Tu que não pediste nada, mas que, infelizmente, cruzou o caminho de uma dessas pessoas egoístas.

Então não se queixe de ter que ficar seguro em casa, porque entretanto, quantos cuidadores estão se afastando das suas famílias? Quantos confiam aos seus filhos para cuidarem de si ou das pessoas que infetou sem saber?
Está a queixar-se de contenção? Mas sempre que sais, afastas o prazo.

Saio por pelo menos 5 semanas e receio, com medo de ficar gravemente doente também, com medo de não poder acalmar o suficiente a morte daqueles cuja sem acordo pode ser feita, não estar disponível para segurar a mão durante o último suspiro, com medo de que a sua família nunca lhes diga adeus, com medo de não ter tempo para cada um deles, medo do depois também. Não deixe nada mudar.

Não é algo distante na China, está lá, sou eu que sabes quem se vai embora. Por isso, por favor, fique em casa, cozinhe, veja televisão, leia, jogue, durma, fique solidário desta forma, que eu não tenha saído 5 semanas de casa em vão.

Linha da frente

Estes soldados nas trincheiras da linha da frente fizeram uma pausa para deixarem uma mensagem!

Linha da frente

Estes soldados nas trincheiras da linha da frente fizeram uma pausa para deixarem uma mensagem!

Posted by Amigos De Freixiel on Monday, March 30, 2020

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Hoje as portas abriram-se, não para receber doentes mas para deixar entrar o sol, a luz da vida, porque um doente recuperado no nosso serviço está de volta a casa. Um Guerreiro que VENCEU a batalha do ventilador e o duelo com a pandemia. Um doente igual a tantos outros com quem lutamos lado a lado, todas estas batalhas ganhas serão o culminar duma grande vitória. Hoje foi um dia bom. Saiu em passo acelerado, rosto aberto e sorriso largo impelido pelo desejo do reencontro. Também eu tenho que lhe agradecer ainda que anonimamente, por me fazer continuar a acreditar mesmo quando o cansaço me impele a desistir, por me motivar e dar alento na entrega e na dedicação, nestes tão sofridos dias. Obrigado! Também nós nos privamos nestes tempos da luz e alegria dos que sofrem a nossa ausência… Faltam-nos demasiadas vezes os abraços, os olhares os sorrisos e a ternura daqueles que amamos e em casa esperam ansiosos por nós. Mas estamos aqui para vos abrir as portas sempre, no intuito de tudo fazer para vos devolver às vossas vidas. Por mais dias assim, não tornem os vossos dias diferentes – fiquem em casa – em breve todos teremos dias bons e felizes. #covid_19 #covid19portugal #enfermeiros #equipa #infecciologia #hospitalcurrycabral #dgs #oms #vamosvencer #vamosficartodosbem🌈

Uma publicação compartilhada por Nuno Moreira da Fonseca (@nuno.moreira.da.fonseca) em

 

O enfermeiro diz ainda que este fica marcado como um “dia bom”, relatando como o doente saiu em passo acelerado e com um sorriso largo. O profissional de saúde agradece ao paciente por tê-lo motivado e dado alento para que se continue a entregar e dedicar em dias “tão sofridos”.

“Também nós nos privamos nestes tempos da luz e alegria dos que sofrem a nossa ausência… Faltam-nos demasiadas vezes os abraços, os olhares os sorrisos e a ternura daqueles que amamos e em casa esperam ansiosos por nós. Mas estamos aqui para vos abrir as portas sempre, no intuito de tudo fazer para vos devolver às vossas vidas”.

No final da mensagem, Nuno Moreira faz um apelo para que os portugueses continuem em casa, para que em breve todos possamos ter “dias bons e felizes”.

 

Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 2

Jair Bolsonaro aparece com caixa de cloroquina na reunião do G20
Presidente Brasileiro participou em conferência com os líderes dos 20 países mais ricos do mundo: O presidente (sem partido) levou uma caixa do medicamento Reuquinol para a reunião com os líderes do G20 que tratou da crise global da pandemia do novo coronavírus.

Continuar a ler “Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 2”

Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 1

Parte 1 A Cloroquina

Controvérsia no consenso especializado sobre fosfato de Cloroquina para o tratamento de pneumonia nova coronavírus. Grupo de colaboração multicêntrica do Departamento de Ciência e Tecnologia da Província de Guangdong e Comissão de Saúde da Província de Guangdong para a cloroquina no tratamento da nova pneumonia coronavírus.

Continuar a ler “Características, Avaliação e Tratamento Coronavírus (COVID-19). Parte 1”

À medida que a Itália continua sujeita a um bloqueio nacional, o povo de Veneza constata que os canais se tornaram muito mais claros.

Os peixes são visíveis nos canais de Veneza desde a quarentena da Itália. No entanto, também houve efeitos colaterais surpreendentes e não inteiramente indesejáveis. Por exemplo, os canais de Veneza, Itália, que normalmente se enchem de turistas ao longo do ano, muitos dos quais acorrem às famosas gôndolas que atravessam os canais icónicos da cidade.

Continuar a ler “À medida que a Itália continua sujeita a um bloqueio nacional, o povo de Veneza constata que os canais se tornaram muito mais claros.”

Coronavírus: “Para ganhar a guerra, vamos acabar com as pessoas na rua com/ou sem documentos”

Situação em França

Christina Alexopoulos-de Girard, psicóloga clínica, académica, Philippe Caro, os migrantes coletivos Solidarité Wilson, Nicolas Do hospital, Famille France-Humanité e Dominique Kerouedan, médico de saúde pública e medicina social. Queriam alertar antes do vírus atingir ainda mais pessoas na rua e a iminente evacuação do campo de Aubervilliers.

Continuar a ler “Coronavírus: “Para ganhar a guerra, vamos acabar com as pessoas na rua com/ou sem documentos””

O sistema europeu de “fronteiras abertas” corre o risco de colapsar devido ao Covid-19

O sistema europeu de “fronteiras abertas” corre o risco de colapsar devido ao Covid-19 Atualização: Os líderes dos 26 países europeus que fazem parte do que normalmente é uma zona de livre circulação também acordaram na terça-feira fechar as suas fronteiras externas à maioria dos não residentes pela primeira vez.

Continuar a ler “O sistema europeu de “fronteiras abertas” corre o risco de colapsar devido ao Covid-19″

Televisão estatal Alemã homenageia coronavírus por eliminar humanos

A televisão estatal Alemã homenageia coronavírus por eliminar humanos

“Não merecemos melhor.”

Uma sátira para a televisão estatal alemã celebra a propagação do coronavírus porque mata os responsáveis pelas alterações climáticas nos países desenvolvidos. O apresentador diz que o planeta é “praticamente autocuidado” e que o vírus é “justo” porque “os idosos estão a acumular-se enquanto os jovens sobrevivem sem esforço”.

Continuar a ler “Televisão estatal Alemã homenageia coronavírus por eliminar humanos”

Irão libertou 85.000 prisioneiros por causa do coronavírus

Irão libertou 85.000 prisioneiros por causa do coronavírus. O Governo iraniano decidiu libertar temporariamente 85.000 prisioneiros, incluindo presos políticos, das suas prisões e centros de detenção para combater a propagação da pandemia do coronavírus. O Irão é um dos países mais atingidos pelo vírus, uma vez que a pandemia global continua a piorar, noticia a agência de notícias Reuters.

Continuar a ler “Irão libertou 85.000 prisioneiros por causa do coronavírus”

‘Uma bomba-relógio’: Surto do Coronavírus aparece em África

O surto de Covid-19 foi agora confirmado em 30 dos 54 países africanos. Bruce Bassett, especialista em dados da Universidade da Cidade do Cabo, alertou que uma crise viral em África está prestes a começar e pode dizimar comunidades de baixos rendimentos em todo o continente, noticiou a revista Science.

Continuar a ler “‘Uma bomba-relógio’: Surto do Coronavírus aparece em África”

O Zodíaco e o Grande Ano Platónico Parte 2

O Zodíaco e o Grande Ano Platónico

Este artigo é parte da série sobre Astroteologia, de Manly Palmer Hall

Primeira parte do Zodíaco e do Grande Ano Platónico

Agora, depois de um certo tempo, 2160 anos para ser exacto, a precessão dos equinócios se retira até que se junta ao último grau do signo de Áries e encontra o início de uma nova Religião, um novo conceito de religião. E é interessante que tudo isso aconteceu cerca de 1700 ou 1800 anos antes do início da era Cristã, porque foi neste período de acordo com a antiga tradição que os grandes mistérios dos gregos em Éleusis nasceram. Esta data pode ser tradicional, pode ser astronómica, mas o facto é que ela serve o propósito simbólico. Pois neste momento é dito que no momento do equinócio da Primavera, sempre um momento de extrema importância para as festas das Eras, o Hierofante do rito de Eleusis saiu da galeria do templo, segurando em uma mão a vara do pastor e no oco de sua mão esquerda um cordeiro recém-nascido. E ele levantou o bastão do pastor e levantou o cordeiro para a admiração do povo, e 1800 anos antes do início da era Cristã, ele chorou com uma voz muito forte: Eis o cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo.

Continuar a ler “O Zodíaco e o Grande Ano Platónico Parte 2”

O Zodíaco e o Grande Ano Platónico Parte 1

Este artigo faz parte da série sobre Astro-teologia, por Manly Palmer Hall. Muitas pessoas já estão conscientes de pelo menos a existência dos factores simbólicos que estamos preocupados. A possível relação entre astronomia e religião tem sido muitas vezes o tema da discussão de que quase todos os estudantes da Bíblia, estudantes que comparam as religiões, estão cientes de que existem algumas analogias quase universais. Como é que isso aconteceu? A resposta mais óbvia é a unidade original das artes e das ciências que compôs a vida religiosa do povo.

Continuar a ler “O Zodíaco e o Grande Ano Platónico Parte 1”

Buraco negro: Albert Einstein estava certo sobre o universo mais de 100 anos atrás?

Buracos negros que se fundem em um produzem ondas poderosas na tela espaço-tempo, conhecidas como ondas gravitacionais, que Albert Einstein previu de uma maneira incrível à mais de 100 anos? Os buracos negros permanecem um dos maiores mistérios do cosmos, mesmo 103 anos depois que o físico Karl Schwarzschild previu sua existência. Os buracos negros não podem ser vistos ou avaliados por métodos convencionais e, até alguns desenvolvimentos recentes, permaneceram como um cenário hipotético. Continuar a ler “Buraco negro: Albert Einstein estava certo sobre o universo mais de 100 anos atrás?”

Tempestade solar se aproximando: a terra será varrida por partículas depois de abrir um buraco no Sol

AGITAÇÃO GEOMAGNÉTICA possível esta semana: vento solar fluindo de um buraco fracamente organizado na atmosfera do sol é esperado para o campo magnético da terra esta semana. Isso causará agitação geomagnética, mas provavelmente não tempestades geomagnéticas, em 21 de maio a 23. Fotografar Auroras misturadas com o Luar são possíveis em latitudes elevadas. Um buraco aberto na superfície do Sol e pesquisadores advertem que a terra será bombardeada com partículas solares toda a semana em consequência.

Continuar a ler “Tempestade solar se aproximando: a terra será varrida por partículas depois de abrir um buraco no Sol”

Nós somos os descendentes de alienígenas

Jean Sendy, o famoso e altamente respeitado ufologista francês, parecia ter encontrado uma pista bastante interessante…

Qual o achado dele?

Uma simples medida do tempo usado na antiguidade, especialmente pelos hebreus e seu calendário, chamado Helek. Helek significa textualmente “parte” e se escreve: Halakim no plural. Também pode significar “volume” para um livro, como é o caso do Zohar dividido em Helek. O Helek é uma unidade de tempo que corresponde ao milésimo de 1/1080 de uma hora. Este, citado no livro sagrado do judaísmo, o Torá, detém sua estranheza em sua precisão incompreensível. Na passagem onde é evocada, o dia é dividido (como nós) em 24 horas, a cada hora em 1080 Regalim “instantes” (rega no singular) e cada rega em 76 Helek (segundos).

Continuar a ler “Nós somos os descendentes de alienígenas”