Print Friendly, PDF & Email

Falar em animais pré-históricos é mergulhar em um mundo tão familiar e tão desconhecido ao mesmo tempo. Os dinossauros, por exemplo, que dominaram o planeta Terra há milhões de anos habitavam o mesmo planeta e outro ecossistema com outra determinação de continentes. Antes e depois deles existiram milhões de outras espécies que, em muitos casos, resta um fóssil para contar história e desafiar a capacidade paleontológica humana de desvendá-los. Prova disso são estes 15 animais pré-históricosque selecionamos neste post do PeritoAnimal e suas características sublimes.

Animais pré-históricos
 
Quando falamos em animais pré-históricos, é normal que nos venha à cabeça os dinossauros, sua imponência e fama hollywoodiana, mas antes e depois deles, existiram outras criaturas pré-históricas tão ou mais impressionantes quanto eles:
 

Titanoboa (Titanoboa cerrejonensis)

 
Habitante do período Paleoceno (após os dinossauros), uma descrição minuciosa da Titanoboa é suficiente para causar reboliço na imaginação: 13 metros de comprimento, 1,1 metro diâmetro e 1,1 tonelada. Essa foi uma das maiores espécies de serpentes que se tem conhecimento na terra. Seu habitat eram as selvas úmidas, quentes e pantanosas. 
 
Imagem: Wikimedia Commons

(Sarcosuchus imperator)

Esse crocodilo gigante viveu no norte da África há 110 milhões de anos. Seus estudos indicam que tratava-se de um crocodilo de até 8 toneladas, 12 metros de comprimento e uma mordida potente de 3 toneladas de força, que o ajudava a capturar peixes gigantes e dinossauros.

Imagem: Reprodução/avidadaterra.blogspot.com/

Megalodonte (Carcharocles megalodon)

Essa espécie de tubarão gigante é um dois animais pré-históricos marinhosque viveu há, no mínimo 2,6 milhões de anos, e seus fósseis foram encontrados em diferentes continentes. Independente da origem da espécie, é impossível não se impressionar com a sua descrição: entre 10 e 18 metros de comprimento, até 50 toneladas e dentes afiados de até 17 centímetros. Conheça outros tipos de tubarão, espécies e características.

Imagem: Wikimedia Commons

‘Aves do terror’ (Gastornithiformes e Cariamiformes)

Esse apelido não refere-se à uma espécie, mas sim a todas as aves carnívoras pré-históricas classificadas taxonomicamente nas ordens Gastornithiformes e Cariamiformes. O tamanho avantajado, incapacidade de voar, bicos grandes, garras e patas fortes e até 3 metros de altura são características comuns dessas aves carnívoras.

Imagem: Wikimedia Commons

Arthropleura

Entre os animais pré históricos, as ilustrações deste artrópode causam arrepios em quem não se dá bem com os insetos. Isso porque o o arthropleura, o maior invertebrado terrestre que se tem conhecimento é uma espécie de centopeia gigante: 2,6 metros de comprimento, 50 cm de largura e uns 30 segmentos articulados que lhe permitiam mover-se rapidamente pelas florestas tropicais do período Carbonífero.

Imagem: Wikimedia Commons

Animais pré-históricos brasileiros

O território que hoje é chamado de Brasil foi palco do desenvolvimento de muitas espécies, dentre elas os dinossauros. Estudos demonstram que os dinossauros possam ter surgido na região que hoje é determinada como Brasil. De acordo com o PaleoZoo Brazil [1], catálogo que reúne os vertebrados extintos que já habitaram o território brasileiro, a grande biodiversidade brasileira atualmente não representa nem 1% do que já existiu. Estes são alguns dos animais pré-históricos brasileiros mais incríveis listados:

Tigre Dentes de Sabre Sul Americano (Smilodon populator)

Estima-se que o Tigre Dentes de Sabre Sul Americano tenha vivido há, pelo menos, 10 mil anos entre América do Sul e América do Norte. Seu nome popular se dá justamente pelos dentes de 28 centímetros que ornava com o seu corpo robusto que podia chegar a 2,10 metros de comprimento. É um dos maiores felinos que se tem conhecimento da existência.

Animais pré-históricos: características e curiosidades - Animais pré-históricos brasileiros
Imagem: Wikimedia Commons

Prionossuco (Prionosuchus plummeri)

Jacarezão? Não. Este é um dos animais pré-históricos brasileiros conhecido por ser o maior anfíbio que já existiu, mais especificamente há cerca de 270 milhões de ano, na porção de terra que hoje é o nordeste brasileiro. Supõe-se que esse animal pré-histórico brasileiro com hábitos aquáticos podia chegar a medir 9 metros de comprimento e era um temido predador de ecossistemas aquáticos daquele tempo.

Chiniquodon (Chiniquodon theotonicus)

Sabe-se que o que Chiniquodon tinha anatomia de mamífero, porte de um cachorro grande e habitava o o atual sul da América do Sul e tinha hábitos ferozes e carnívoros . A espécie cujas evidências foram encontradas no Brasil é denominada Chiniquodon brasilensis.

Imagem: Wikimedia Commons

Estauricossauro (Staurikosaurus pricei)

Essa pode ter sido a primeira espécie de dinossauro do mundo. Pelo menos, é uma das mais antigas que se tem conhecimento. Os fósseis do Staurikosaurus pricei foram encontrados em território brasileiro e mostram que ele media 2 metros de comprimento e menos de 1 metro de altura (cerca da metade da altura de um homem). Ao que tudo índica, esse dinossauro caçava vertebrados terrestres menores do que ele.

Imagem: Wikimedia Commons

 Titã de Uberaba (Uberabatitan ribeiroi)

Pequenino, só que não. O titã de Uberaba é o maior dinossauro brasileiro cujos fósseis foram encontrados, como o próprio nome indica, na cidade de Uberaba (MG). Desde a sua descoberta, ele é considerado o maior dinossauro brasileiro conhecido. Estima-se que chegava a medir 19 metros de comprimento, 5 metros de altura e 16 toneladas.

Imagem: Reprodução/http://thumbs.dreamstime.com/x/uberabatitan-dinasaur-white-was-herbivorous-sauropod-dinosaur-lived-cretaceous-period-brazil-51302602.jpg

Caiuajara (Caiuajara dobruskii)

Entre os animais pré-históricos brasileiros, os fósseis do Caiuajara indicam que essa espécie carnívora de dinossauro que voava (pterossauro) podia ter até 2,35 metros de envergadura e pesar até 8 kg. Estudos da espécie indicam que ele habitava zonas desérticas e arenosas.

Imagem: Reprodução/a-dinosaur-a-day.com

Preguiça-gigante brasileira (Megatherium americanum)

Megatério ou preguiça-gigante brasileira é um dos animais pré-históricos brasileiros que desperta curiosidade pela sua aparência de bicho-preguiça que conhecemos atualmente, só que pesando até 4 toneladas e medindo até 6 metros de comprimento. Estima-se que ela tenha habitado as superfícies brasileiras há 17 milhões de anos e tenha desaparecido há uns 10 mil anos.

Imagem: Wikimedia Commons

Anta amazônica (Tapirus rondoniensis)

Parente da anta brasileira (Tapirus terrestris), que atualmente é considerada o maior mamífero terrestre brasileiro , a anta amazônica é um mamífero do período Quartenário já extinta na fauna brasileira. Os fósseis e estudos do animal revelam que ela era bem parecida com a anta brasileira atual com diferenças no crânio, dentição e tamanho da crista. Mesmo assim, há controvérsias[2]e quem afirme que a anta amazônica na verdade seja apenas uma variação da anata brasileira e não outra espécie.

Imagem: Reprodução/paleozoobr.com

Tatu-gigante (Gliptodonte)

Outro dos animais pré-históricos brasileiros que impressiona é o gliptodonte, um tatu gigante pré-histórico que habitava a América do Sul há 16 mil anos. Estudos paleontológicos indicam que essa espécie tinha uma carapaça como a do tatu que conhecemos atualmente, mas chegava a pesar mil quilos e era bem lento, com uma dieta herbívora.

Imagem: Wikimedia Commons

Tartaruga gigante de água doce (Stupendemys geographicus)

Ao que os estudos indicam, essa tartaruga gigante é um dos animais pré-históricos brasileiros que habitava a Amazônia quando a região do Rio Amazonas com Orinoco ainda era um pântano gigante. Segundo estudos do fóssil, a Stupendemys geographicus podia ter o peso de um carro, chifres (no caso dos machos) e vivia no fundo de lagos e rios. 

Imagem: Reprodução/curadas.com

Animais pré-históricos: Características e curiosidades.

Conteúdo não disponível.
Por favor, guarde cookies clicando em Aceitar

Conteúdo não disponível.
Por favor, guarde cookies clicando em Aceitar

Conteúdo não disponível.
Por favor, guarde cookies clicando em Aceitar

 

Créditos: https//www.paleozoobr.com

A antiga fauna brasileira perdida no tempo. Disponível em: <https://www.paleozoobr.com/>. Acesso em 24 de março de 2020.

  1. Holanda, E.C. et al. New Tapirus species (Mammalia: Perissodactyla: Tapiridae) from the upper Pleistocene of Amazonia, Brazil. Journal of Mammalogy. v. 92, n. 10, p. 111-20. fev. 2011. Disponível em: <https://revistapesquisa.fapesp.br/2011/07/11/uma-anta-pr%C3%A9-hist%C3%B3rica/>. Acesso em 24 de março de 2020.
Bibliografia
  • ALVES, Felipe. PALEOZOO BRAZIL. A antiga fauna brasileira perdida no tempo. Disponível em: <https://www.paleozoobr.com/>. Acesso em 24 de março de 2020.
  • AVPH. ATLAS VIRTUAL DA PRÉ-HISTÓRIA. Disponível em: <http://www.avph.com.br/>. Acesso em 24 de março de 2020.
  • DA SILVEIRA, Evanildo. BBC NEWS BRASIL. Dinossauros e companhia: a diversidade de animais do Brasil pré-histórico. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/geral-49301717/>. Acesso em 24 de março de 2020.
  • UFMG. ESPAÇO DO CONHECIMENTO. Conheça a preguiça-gigante brasileira! Disponível em: <https://www.ufmg.br/espacodoconhecimento/conheca-a-preguica-gigante-brasileira/>. Acesso em 24 de março de 2020.
  • CAZARÉ, Marieta. AgênciaBrasil. Carapaça de tatu gigante pré-histórico é localizada no Uruguai. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2018-08/carapaca-de-um-tatu-pre-historico-gigante-e-localizada-no-uruguai/>. Acesso em 24 de março de 2020.
  • BBC NEWS BRASIL. Fóssil revela tartaruga pré-histórica do tamanho de um carro que viveu na Amazônia. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/geral-51486991/>. Acesso em 24 de março de 2020.
close
Mantemos os seus dados privados mas não compartilhamos os seus dados com terceiros.

Leia a nossa política de privacidade.
A GDPR amigável.